A Nossa Equipa
Conheça os nossos membros!

Plano de Atividades 
Triénio 2019-2022

Introdução

A elaboração do presente plano de atividades para o triénio 2019/2022 tem como principal objetivo a continuação do desenvolvimento do trabalho efetuado pelos corpos sociais anteriores e o crescimento sustentável da associação. Este crescimento deverá ter em conta as matrizes gerais da associação, mas também as suas componentes pessoais, nomeadamente sócios, músicos e simpatizantes, bem como a população da Cidade de Rio Tinto.

Os objetivos definidos no presente plano, são objetivos que pretendem reforçar o papel da BSCRT no contexto social, cultural, musical e associativo do Concelho de Gondomar. Englobam-se no projeto previsto para ser iniciado já no ano de 2019, o qual irá exigir um esforço quer dos presentes subscritores deste plano de atividades, bem como dos restantes membros da associação.

A colaboração de todos e todas as associações e entidades, será essencial para o sucesso do presente plano.

Atividades a desenvolver

SECÇÃO 1 - ASSOCIAÇÃO

PONTO 1 - Promover uma gestão eficiente e responsável

A gestão da associação nos últimos 3 anos é algo que deverá e será continuado nos próximos anos por forma a permitir que a associação seja dinâmica e ativa, mas também que tenha em atenção todas as suas necessidades de gestão.

PONTO 2 - Promover o intercâmbio associativo

Uma associação não sobrevive sozinha, e o conjunto é sempre mais forte que o individual. A promoção de atividades interassociações é importante, não só para as associações em si, mas também para a Cidade de Rio Tinto e Concelho de Gondomar. No entanto, estas atividades poderão e deverão alargar fronteiras sempre que for de interesse para a associação. É por isto importante continuar o bom relacionamento já existente com outras associações, bem como estabelecer contactos por forma a dinamizar essas relações, que resultarão na realização de eventos de benefício para as associações e o público em geral.

PONTO 3 - Aposta na informatização e automatização dos serviços da associação

A simplicidade gera eficácia. E a eficácia gera resultados. A aposta na contínua informatização de todos os serviços da associação é imperativa por forma a garantir facilidade no acesso a dados bem como a fiabilidade dos mesmos. Tudo isto, irá permitir uma maior rapidez em todos os processos de gestão necessários para o bom funcionamento da associação.

Tendo como base a informatização referida anteriormente, é também importante automatizar determinados serviços e processos da associação, realocando essa disponibilidade de tempo noutras atividades e tarefas de importância para a associação.

Um dos pontos que maior ênfase terá neste âmbito será a tesouraria. Pretende-se que durante este triénio, todo o trabalho seja informatizado, existindo uma maior simplificação e controlo nas tarefas desta natureza, nomeadamente no que diz respeito aos processos contabilísticos da associação e ao acompanhamento assíduo dos pagamentos e recebimentos derivados da Escola de Música da Banda de São Cristóvão de Rio Tinto.

PONTO 4 - Dinamizar e agilizar os meios de comunicação da associação

A promoção da associação não se pode basear apenas nas suas atividades presenciais. É necessário dinamizar e apostar em todos os canais de comunicação que existem ao nosso dispor. Deste modo é essencial apostar em promover a associação, usando canais de comunicação já existentes, tais como:

  • Website
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Flyers
  • Posters
  • Magazine "Abufa na Gaita" (papel e digital)

Em paralelo com o objetivo anterior, deve ser uma aposta a recolha de interesses de todos aqueles que pretendem obter ou receber informação da associação.
O marketing e a publicidade são os aspetos fundamentais para a comunicação entre associação/associados. Uma das melhores formas de marketing é a divulgação e, a divulgação por sua vez, requer um bom registo de imagem, são então, estes os pontos a focar no âmbito da dinamização e agilização dos meios de comunicação da associação. Não esquecendo também do registo fotográfico que é indispensável a este fim.

PONTO 5 - Criação de parcerias de publicidade e patrocínios

PONTO 6 - Desenvolvimento do regulamento interno da associação

Em virtude do anterior processo de revisão de estatutos é importante o desenvolvimento do regulamento interno da associação.

PONTO 7 - Dinamização do Movimento Associativo da associação

Tão importante como ter associados, é importante que os associados saibam quem somos, o que fazemos e onde estamos.

Durante o triénio 2019-2022, pretende-se que sejam agilizados todos os processos relativos a sócios, nomeadamente: a distribuição de cartão de associado atualizado, a criação de sistema de vinheta, a atualização da ficha e da base de dados de associados bem como a fomentação ao pagamento das quotas por transferência bancária.

PONTO 8 - Criação de Parcerias com outras Entidades para Sócios

Criar parcerias com outras entidades que possam configurar benefícios para sócios da banda. Essas parcerias podem ser de diferentes áreas a nível comercial, nomeadamente: saúde, comércio local e serviços. Estas parcerias têm como objetivo a fomentação do nome da associação no meio onde se insere através da criação de laços entre sócios e comércio local.

PONTO 9 - Melhoramento das condições da sede da associação

Por forma a garantir a satisfação de todos os intervenientes, deverão ser continuamente melhoradas as condições da associação. Assim sendo, fazendo face à manutenção corrente e normal da sede serão pensadas melhorias, como por exemplo:

  • Isolamento das fachadas poente e ocidente;
  • Otimização do espaço de lazer/bar.

SECÇÃO 2 - BANDA

PONTO 1 - "Encontro de Bandas da Cidade de Rio Tinto"

Sem dúvida que o encontro de bandas organizado pela BSCRT já se estabeleceu como um dos mais importantes eventos de música filarmónica na área metropolitana do Porto. É essencial apostar na continuidade deste evento permitindo proporcionar à Cidade de Rio Tinto um dia completamente dedicado à filarmonia, ao mesmo tempo que é feita a sua promoção como Cidade Cultural e Musical. A continuidade das edições do Encontro de Bandas nos anos vindouros é imperativa, apostando na dinamização e publicitação do evento por forma a manter e aumentar o sucesso de todas as edições anteriores.

PONTO 2 - Promover a formação individual e coletiva de todos os músicos e aprendizes

O desenvolvimento individual é importante para o crescimento coletivo da banda. No entanto, a motivação de todos os músicos é algo que terá de estar sempre elevado ao máximo, por forma a garantir que a banda se apresenta ao seu melhor nível. Desta forma, é importante que a banda no seu coletivo também contribua para o desenvolvimento de cada músico ou aprendiz individualmente. Esta contribuição será feita através da realização Workshop's, Masterclasses e/ou Colóquios abertos a todos os músicos e aprendizes da banda, que poderão ser realizados por iniciativa da associação, por iniciativas internas (sócios, músicos ou aprendizes) ou até iniciativas externas.

PONTO 3 - Aposta na renovação gradual e constante do património instrumental

Algo fundamental para uma boa gestão do instrumental é a existência de um inventário. Utilizando o que outrora se havia criado, durante este triénio pretende-se a atualização do mesmo e o controle de todas as manutenções e acessórios relacionados com os instrumentos.

PONTO 4 - Apoiar e dinamizar os Grupos da Banda

Desde alguns anos que a banda tem sido mais do que a banda de música. Muitos grupos se criaram internamente, mas com objetivos completamente independentes entre si. É objetivo promover, apoiar e dinamizar os grupos já existentes.

Além disso, serão incentivados a criação de novos grupos que se adaptem às diferentes necessidades da banda e da própria associação.

PONTO 5 - Promoção da Banda no seio filarmónico

A aposta na promoção da BSCRT no mercado filarmónico é crucial para a continuidade da instituição e para a execução do seu objetivo principal. Deste modo, será uma clara aposta a definição de mercados de relevada importância e a realização da promoção da banda nesses mercados, por forma a permitir a participação da banda em romarias, concertos ou outros eventos de importância para a associação.

SECÇÃO 3 - ESCOLA DE MÚSICA

PONTO 1 - Execução de inquéritos de satisfação e desempenho

Com base na melhoria da nossa escola de música pretende-se a informatização dos formulários através da plataforma Google Forms.

PONTO 2 - Aposta na qualidade de ensino da Escola

A satisfação dos alunos da Escola é essencial para a sua continuidade. Para continuar a crescer, é extremamente importante apostar cada vez mais na contratação de professores nas diversas unidades curriculares, baseada nas competências pessoais, sociais e profissionais. Esta contratação terá de ter sempre em conta o benefício da Escola de Música, mas também a sua gestão financeira e da própria instituição.

PONTO 3 - Promoção da Banda Juvenil

A Banda Juvenil é um dos principais resultados e produtos da Escola de Música. É, por isso, importante apostar na Banda Juvenil como sendo uma das imagens de marca da escola bem como a plataforma "pré-banda". Deste modo, é objetivo promover a realização de atividades e eventos que permitam aos constituintes da Banda Juvenil mostrarem a sua aprendizagem, mas também ao público em geral observar por si próprio o resultado de uma escola de música claramente em crescimento e de qualidade.

PONTO 4 - Monitorização dos pagamentos da Escola de Música

Criação de um algoritmo que permita o melhor controlo e monitorização dos pagamentos da Escola de Música, correlacionando os mesmos com a assiduidade dos alunos, o número de aulas lecionadas e os pagamentos aos docentes.