Anos de história, escritos em lágrimas e sorrisos...

 

A Banda S. Cristóvão de Rio Tinto, nasceu em Janeiro de 1937, sob a regência de José Neves (Saramago), como Banda Nova de Rio Tinto, uma vez que tinha origem na extinta Banda fundada há cerca de 150 anos, sediando-se na actual Rua da Boavista (antiga Rua Dr. Antunes Guimarães). Ao concretizar 25 anos de existência, alguém se lembrou que a Banda deveria assumir o nome do padroeiro da cidade aquando das Comemorações das Bodas de Prata da instituição, vindo, desta forma, a designar-se pelo nome de Banda Marcial S. Cristóvão de Rio Tinto. 

A Banda Marcial S. Cristóvão de Rio Tinto tornou-se uma das mais conceituadas Bandas de Música da época, na região Norte do nosso país. Em 1971, os associados conseguiram, à custa de muitos sacrifícios e sem o apoio de qualquer entidade oficial, comprar um terreno na Rua de Santa Luzia, para edificação da nova sede da associação (actual edifício sede), a qual acabou por ser inaugurada em Abril de 1971, vindo a sofrer uma remodelação e ampliação significativa mais recentemente. 

Desde então, tem abrilhantado festas e romarias de carácter religioso e não religioso e procissões com a sua música, realizou inúmeros concertos e tem participado em vários eventos para divulgar entre todos o que melhor sabe fazer: música!

Reflexo disso mesmo são os crescentes convites proporcionando à Banda a sua apresentação, quer cumprindo as suas funções enquanto Banda Filarmónica nas romarias de todo o país e Guardas de Honra a entidades oficiais, quer na participação em Encontros de Bandas, quer, ainda, na organização regular do seu próprio Encontro de Bandas da Cidade de Rio Tinto – Concertos de Verão desde 2006, quer, por fim, ao mais alto nível, com concertos Corais-Sinfónicos ou participações em conceituados Festivais.

Esta casa, possui uma escola de música com vários alunos, de várias idades, com proveniências de diversos estratos sociais que ensina e incentiva o gosto pela música, para além de preencher os tempos livres dos jovens e promover a renovação contínua da Banda. 

Efectivamente a Banda de S. Cristóvão de Rio Tinto, tem conhecido de há uns anos a esta parte um crescimento muito considerável, quer a nível humano m as também a nível musical. Assinala-se neste contexto a incrível adesão de que a Banda tem sido alvo por parte das camadas mais jovens do concelho, fazendo da sua escola de música um elemento fundamental quer na formação desses mesmos jovens, quer no reforço dos quadros da própria banda cuja média de idades ronda os 23 anos, tornando-os activos válidos nesse âmbito.

Hoje, a Banda S. Cristóvão de Rio Tinto – designação adoptada em Outubro de 2005 – faz da música uma parte substancial da vida dos seus cerca de 60 músicos, bem como de todos aqueles que por esta colectividade nutrem um carinho e apreço especiais e conta já com um currículo incrível!

Um dos expoentes máximos da história recente da Banda foi a participação no “Certamen Internacional de Bandas de Música – Ciudad de Valencia” em 2007, um dos mais prestigiados a nível europeu. Não obstante, foi muito importante, sem dúvida alguma, a selecção desta banda para a participação no 16th World Music Contest de Kerkrade – Holanda, o mais prestigiado concurso de bandas a nível mundial, onde conquistou um honroso 6º lugar na categoria e foi nomeada banda do dia (2009). Eventos desta amplitude, proporcionaram à Banda S. Cristóvão de Rio Tinto o privilégio de levar além-fronteiras o nome de Portugal e a qualidade da sua música.

Em território Nacional foi participando em vários festivais e encontros de bandas, entre os quais o famoso "Festival de Bandas Filarmonia ao Mais Alto Nível", no qual foi descrita como exibidora de uma “atitude serena e segura” durante toda a sua “atuação de muito bom nível”, “segura e eficaz”, conseguindo uma “prestação condizente com o seu estatuto de Banda de Qualidade, que tem gosto no que faz!”.

Participou, também, no festival de Vila Nova de Cerveira (2010), ao qual damos grande destaque, pelo elogio público à sua prestação, sob a regência de um maestro convidado.

A Banda São Cristóvão de Rio Tinto é uma banda em clara ascensão no meio musical. Isto pode ser comprovado pelas várias actividades musicais para as quais a banda tem sido convidada e nas quais tem participado. Mas este é um processo gradual e de enorme esforço que tem de ser continuado para que a banda se afirme cada vez mais como uma banda a caminho do topo.

Pelas suas Bodas de Diamante, foi agraciada com bênção papal de Sua Santidade o Papa Bento XVI, tendo sido a primeira banda a receber tal agrado do meio eclesiástico, e missivas do Exmo. Reverendíssimo Bispo do Porto D. Manuel Clemente e do Pároco da freguesia de Rio Tinto, Exmo. Sr. Padre António Vidinha. Teve ainda o reconhecimento por parte do Presidente da República, Exmo. Professor Doutor Aníbal Cavaco Silva, através do ofício 01317, datado de 23-02-2012, congratulando esta instituição pelo seu trabalho nos seus 75 anos de existência. 

Actualmente, no seu 76º Aniversário em Janeiro de 2013 recebeu a Medalha de Mérito (Grau Ouro) da Câmara Municipal de Gondomar pelo reconhecido trabalho no âmbito Cultural e Musical, tendo sido também agraciada com uma condecoração Honrosa por parte da Junta de Freguesia de Rio Tinto, que já considerou a BSCRT como o “conservatório de Música” da cidade de Rio Tinto. Não menos importante foi a carta de reconhecimento a Nós enviada pela Sua Alteza Real Dom Duarte de Bragança, elogiando o trabalho musical e o associativismo pela BSCRT desenvolvido.

Desde Outubro de 2013 que assumiu o cargo de Maestro e Director artístico da Banda S. Cristóvão de Rio Tinto, o Maestro José Miguel Bovião Monteiro.

Unidos pela música e cientes de uma responsabilidade acrescida, trabalhamos no presente para construir um futuro sólido e duradouro…